domingo, 3 de junho de 2007

O vento infla novamente as velas do meu navio.

Navegar é preciso, por isso não fico aq a toa!
Novos rumos para mim depois de ontem. Só por causa de ontem? Não.. são várias coisas acontecendo e criando esse sentimento de partida. Desamarro as cordas do navio e me lanço ao mar. Meu navio é veloz porém é preciso uma tripulação com punho firme para navegá-lo! Encontrei a mais fantástica tripulação q poderia precisar na minha rep: 6 bucaneiros prontos para enfrentar as intempéries do mar ao meu lado, pilhar, saquear, beber, cantar e festejar!
Mau saí da baía onde fiquei atracado por mais de mês e já recebo da natureza suas vibrações.
A lua azulada ilumina o meu caminho durante estas noites, enviando suas energias brancas ao meu corpo. energias q não alteram o meu ambiente, ilumina o meu redor. Continuo na proa de meu navio, controlando o leme, consultando minha bússula, navego.
Um dia após o outro, o nascer e o por do sol são meus companheiros. Não vejo terra a frente, apenas olho o longinco horizonte repleto de aventuras novas, prontas para serem desbravadas!
Deixo assim o meu diário de capitão, para uma nova aventura no dia de hj! Quem sabe o q o mar pode trazer até mim.

2 comentários:

Formiguinha disse...

Ruuuui (=
nem preciso de falar q o escrito tá ÓTIMO né?!
queria escreer tão bem quanto vc /=
buááá!
alguns têm simplesmente o dom né?!

E até me fez querer velejar por aí...hehehe

Beijos querido!

Pablo disse...

capitao Rui! inimigo a BRA 20h posições a estibordo!
Valeu pelo Arraiá Rodopiô no sabadão! Maneiro d+!
Abrasssss