segunda-feira, 13 de novembro de 2006

Missionário de um tempo q não pára!

Afff.. facu botando pra fode!
As provas começaram..
E nesse fds eu peguei o novo cd do Biquini Cavadão, do show ao vivo... muito foda! (Tanto q eu fico pensando no Biquini durante as aulas, quão cavado ele será?? hauhauhauhauhau) Os caras mandam muito bem!
Aproveitando q no próximo fds tem show do Nando Reis, eu peguei c/ o Marcelo as músicas do cara e tb o novo cd do Barão Vermelho! De tanto ouvir as músicas deles eu estou colocando umas feras aq. Faltaram Dani, Chove Chuva, Vento ventania, Camila, Camila, Maior Abandonado, Mantra, O mundo e bão Sebastião, Marvin, e várias outras músicas!
Música é o q não falta nesse último mês em Itajubá!

CARTA AOS MISSIONÁRIOS
Missionários de um mundo pagão

proliferando ódio e destruição

vêm dos quatro cantos da terra

A morte,a discórdia,a ganância e a guerra...
e a guerra.

Missionários e missões suicidas
Crianças matando crianças inimigas
Generais de todas as nações,fardas
bonitas,condecorações
Documentam na nossa história
O seu rastro sujo de sangue e glória.

Missionários e missões suicidas

Crianças matando crianças inimigas
Generais de todas as nações,fardas bonitas,condecorações
Documentam na nossa história
O seu rastro sujo de sangue e glória.

Vindo de todas as partes,indo pra lugar algum
Assim caminha a raça humana,se devorando um a um
Gritei para o horizonte, e ele não me respondeu

E então fechei os olhos,sua voz
Assim me bateu...

TIMIDEZ
Toda vez que te olho
Crio um romance
Te persigo, mudo
todos instantes
Falo pouco pois não
sou de dar indiretas
Me arrependo do que digo
em frases incertas
Se eu tento ser direto, o medo me ataca
sem poder nada fazer
Sei que tento me vencer e acabar com a mudez
Quando eu chego perto, tudo esqueço
e não tenho vez
Me consolo, foi errado o momento, talvez
Mas na verdade, nada esconde essa minha timidez
Eu carrego comigo a grande agonia
De pensar em você, toda hora do dia
Eu carrego comigo, a grande agonia
Na verdade nada esconde essa minha timidez

Na verdade nada esconde essa minha timidez

Talvez escreva um poema
No qual grite o seu nome
Nem sei se vale a pena
Talvez só telefone
Eu me ensaio, mas nada sai
O seu rosto me distrai
E, como um raio,
eu encubro , eu disfarço
eu camuflo, eu desfaço
Eu respiro bem fundo
Hoje digo pro mundo
Mudei rosto e imagem
Mas você me sorriu
Lá se foi minha coragem

Você me inibiu

O TEMPO NÃO PÁRA

Disparo contra o sol

Sou forte, sou por acaso
Minha metralhadora cheia de mágoas
Eu sou um cara

Cansado de correr
Na direção contrária
Sem pódio de chegada ou beijo de namorada
Eu sou mais um cara

Mas se você achar
Que eu tô derrotado
Saiba que ainda estão rolando os dados
Porque o tempo, o tempo não pára


Dias sim, dias não
Eu vou sobrevivendo sem um arranhão
Da caridade de quem me detesta

A tua piscina tá cheia de ratos
Tuas idéias não correspondem aos fatos
O tempo não pára

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não pára
Não pára, não, não pára

Eu não tenho data pra comemorar
Às vezes os meus dias são de par em par
Procurando agulha no palheiro

Nas noites de frio é melhor nem nascer
Nas de calor, se escolhe: é matar ou morrer
E assim nos tornamos brasileiros

Te chamam de ladrão, de bicha, maconheiro
Transformaram o país inteiro num puteiro
Pois assim se ganha mais dinheiro

A tua piscina tá cheia de ratos
Tuas idéias não correspondem aos fatos
O tempo não pára

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não pára
Não pára, não, não pára

3 comentários:

marcia disse...

Oi Rui..q legal esse seu blog...gostei muitooo....sempre q puider entro pra comentar....
Gostei da fotinho do churrasco....so faltou mostrar aquela picanha..hahahah
bjos

re disse...

A figura..mala....
irado seu blog....
Barão vermelho é o q ha...tchauuuuu

Lili baixinha =P disse...

Oi Nando Reis...hehehe
todo animado pro seu show hein?! ^^
Adorei te conhecer viu?! vc e o Loro ganharam de 11X2 + td bem =P

bjos