sábado, 14 de junho de 2008

O que uma lista de músicas faz.

Beatles - Sgt Pepper's Lonely Heart 's
Planta E Raiz - To No Barato
Kiss - Getaway
Across The Universe - With A Little Help From My Friends
U2 - City Of Blinding Lights
Queen - Don't Stop Me Now
Kanaviá - Esperando Por Você
PSiRiCo - ToDa Boa
The Who - Teenage Wasteland
Tribo de Jah - Não basta ser rasta
Twisted Sister - We're Not Gonna Take It

Post com trilha sonora... a longa história de uma semana.
Tudo começa na quarta-feira do dia quatro. Prova de micro1 e eu de jubileu. Estudos, testes, dúvidas sanadas, prova! Prova longa, nervosismo, fico até o final do tempo, fecho a prova e entrego-a. Dever cumprido, que venha a nota. Chego na RodôPiô e descanso um pouco. Volto a realizar minha rotina.
Quinta-feira tem estréia do pub. Amigo da terra natal chama para a balada com o pessoal da sala dele. Convido a rep para curtir uma mas todos estavam cansados. Vou só para conhecer a turma. Bar novo, gente nova, pessoas conversam e eu tento me enturmar. Altos papos da facu e eu boiando. Eis que alguém diz: "Eu sou de Passos." Minha deixa, começo a participar da conversa e a conhecer o povo. Muita gente e todos gente finíssimas! Banda começa e me perguntam de onde sou. "Sou de Taubaté e faço EFEI", digo. "URUBU", retrucam. rs Banda tocando, clima animado, danço forró, algo que não fazia a mais de mês! Bendito fruto querendo mandar na dança! rs Tudo muito bom, três da manhã e eu dou game over!
Chegou sexta! Aula após algumas poucas horas de sono, agito no almoço para nos acertarmos para o show. Uma ligação as seis da tarde. Atendo com sono e combino um esquenta. Carona de um amigo e conversas com outros no bar. Um telefonema deixa a noite escura por um momento. Bilhete perdido, buscas infrutíferas, fui para o show. Show total! Banda famosa, velhos conhecidos, velhas músicas onde à minha esquerda tinha os novos amigos e a minha direita minha família de Itajubá, meus irmãos da rep. Go Red Wings!
Final de semana para recarregar as energias, purificar a vida com o Sol. Estudos para as provas, trabalhos o domingo todo e uma vontade de sair para dar um passeio e conversar. Insônia ataca.
Segunda-feira: trabalho de banco de dados e apresentação para a sala. Volto e dou continuidade no trabalho do dia seguinte e estudo um pouco de econo-treta.
Terça-feira: hellatório de processamento digitais de sinais não dava certo. Pedido de ajuda atendido pelos amigos. Cálculo errado do capacitor. Tudo certo, continuo a estudar. Idéia brilhante. Convite delivery!
Quarta-feira: prova tranqüila, agradecimentos mútuos pelo trabalho. "Espero encontrar o senhor agora somente nos corredores ou então tomando café no Vadinho." Sentimento de ter aprendido com um grande mestre. Combino de pergar o convite mas ele foi esquecido. Volto da facu as dez da noite quebrado. Hora de mexer com redes.
Quinta-feira: galera reuni na rep para fazer o trabalho. Muita coisa mas a gente vai mandando bala. Aula de tarde e continuidade no trabalho até as nove! Vou buscar meu convite e sou recebido muito bem. Reconheço o irmão, bah, da academia! Conversamos demais, como sempre, outro convite, para um pagode. Conheço-a um pouco melhor. Trabalho de garçonete num bar que se parece com o que eu sempre imagino, coincidências, brincadeiras, umas tiradinhas para deixar a conversa boa mas o telefone toca. Grupo chamando para o trabalho. Hora de ir. Trabalho até altas horas.
Sexta-feira: reunião a respeito do trabalho de diploma as oito. Mato a aula do mesmo professor para terminar o trabalho. Meio dia e o trabalho está pronto. Laboratório de banco de dados com sono e acompanhado de uma amiga com sono. Música do U2 na cabeça dela. "Termina a música", digo. "Eu só sei essa parte" foi o que ela me disse. Buscamos a letra e cantei boa parte da música durante a aula só para ela. rs Reunião com professor e logo após, sem descanso, outra com a gerente da minha área. Antes de descansar para a festa, trabalho e depois, enquanto dormia, telefone toca para me despertar. Voz serena, respondo que estava dormindo e que estava feliz por ser acordado por ela e não pelo som do alarme. Arrumo-me todo bonitinho, roupa social, to que tô. rs Apressando a mulherada para a festa e festando com os novos amigos. Chegamos ao baile, um rolê para ver quem queríamos e localizarmos o bar. Taubateano pede a sua caipirinha e eu resolvo adiantar as coisas. Uma vodka. Forte, pura. Insisto nas danças com copo. Soltinho bem acompanhado, divertido, "alguém que sabe dança de salão". "Você não para não?" "Não" rs Momentos perdidos, olho para os lados e não acho. "Já foi", me dizem. Nossa, na cara assim! Eitcha! hauhauhau As loiras mandonas.. rs Forró! "Vamos treinar". Tiro uma para dançar, vamos conversando e os passos saem. A outra me diz que quer dançar também. "Tudo bem, vamos nos livrar dos nossos copos." Forró por umas dez músicas com ela, "até cansar!" Alguém aparece dizendo ser complicado, peço que me ligue mesmo sabendo que aquilo seria por nada. Fim de noite, hora de ir, antes um pastel e aproveitar para trocar uma idéia. Chegamos a uma conclusão. Hora de dormir.

3 comentários:

Guilherme disse...

Huauhuauhuau...
Ruizinho "POETERO" Opsss... Escritor!!!!
Parte dessa história o tarbateano aqui tá no meio hein... hauhuauhuau...
Flw!

Formiguinha disse...

Q vida ein, Rui!? e vc arranja horinhas pra curtir ainda! xD
E como sempre né!? Escrevendo mto bem ^^
Beijos
Saudade de vc!

Dani disse...

Oiii Ruiii!!
Qq vc ta fazendo na Computação??Vc devia ser jornalista...
Adorei suas historinhas...
beijinhosss